Pular para o conteúdo principal

Colegiado de Saúde da ANVALI conhece programa de gestão em saúde

Reunião do Colegiado de Saúde da AMVALI.
O Colegiado de Saúde da AMVALI coordenado por Ademar Possamai, Secretário de Saúde de Jaraguá do Sul realizou reunião na manhã desta sexta-feira (26). A reunião iniciou com a apresentação da empresa Inovadora, realizada pelo consultor comercial Ribamar Dalfovo e pelo gerente de negócios, Ronaldo Pozzobon. Foi apresentado ao colegiado o Sistema de Gestão G-MUS para a área da saúde e alguns cases de sucesso dos municípios de Itajaí/SC, Bento Gonçalves/RS e Novo Hamburgo/RS.

O G-MUS permite a otimização e o gerenciamento dentro da Secretaria de Saúde de informações em tempo real para melhor gerir a administração. Através do sistema é possível enviar torpedos de SMS para que o paciente não esqueça a sua consulta e exames, além disso, fornece todos os tipos de controles individuais de setores como farmácia, estoque etc.

A seguir o coordenador do colegiado, Ademar Possamai explanou brevemente sobre o atendimento nos Programa de Controle das DSTs, AIDS e Hepatites Virais, Programa de Controle do Tabagismo e Programa de Controle de Tuberculose realizados pela Secretaria de Saúde de Jaraguá do Sul. Segundo Possamai "queremos trabalhar estes programas conjuntamente em toda região. Na próxima reunião do Colegiado de Saúde apresentaremos detalhadamente os principias programas desenvolvidos em Jaraguá do Sul, com o intuito de auxiliar e incentivar os outros municípios a implementarem".

Na sequência, o gerente Regional de Saúde da 24ª GERSA, Silvio Chaves falou sobre o atendimento de cardiologia prestado pelo Hospital Santa Isabel de Blumenau, que é referência para regional de Jaraguá do Sul (24ª GERSA).

No final da reunião foi entregue aos participantes, documento para coleta de assinaturas referente ao Movimento Nacional em Defesa da Saúde Pública. O movimento é conhecido como "Saúde 10" e objetiva a coleta de assinaturas para um Projeto de Lei de Iniciativa Popular que assegure o repasse efetivo e integral de 10% das receitas correntes brutas da União para a saúde pública brasileira, alterando, dessa forma, a Lei Complementar nº 141, de 13 de janeiro de 2012. É necessária a coleta de mais de 1,5 milhão de assinaturas de toda população brasileira.  

Fonte: AMVALI, em 26 de Abril de 2013. [www.anvali.org.br]

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Palhoça informatiza sistema de saúde com o G-MUS

Na busca de agilizar o atendimento e diminuir a burocracia em toda a Rede Municipal de Saúde, a Prefeitura Municipal de Palhoça / SC está informatizando todo o sistema com o software G-MUS da Inovadora. O posto Cambirela foi o primeiro a ser informatizado 100% e o projeto vai se estender para todas as unidades de Saúde de Palhoça.  O projeto de informatização vai unificar o cadastro dos cidadãos palhocenses, em todos os módulos de atendimento garantidos pela Constituição Federal.  O sistema vai armazenar dados, com informações sobre atendimentos e tratamento médico, odontológico, atendimento nas farmácias, registros das vacinas e procedimentos laboratoriais.  “Todas as informações dos pacientes estarão registradas no prontuário que poderá ser acessado pelo nome ou pela impressão digital (biometria) do cidadão”, afirma Camilo. No cadastro informatizado, o sistema ainda vai unificar informações do prontuário que revelam quais os medicamentos que o paciente está usando, inclusi

Conheça o Programa Previne Brasil e o novo modelo de financiamento de custeio da APS

NOTA TÉCNICA 01/2020 Considerando a Portaria nº 2.979/GM/MS, de 12 de novembro de 2019, que institui o Programa Previne Brasil , e estabelece novo modelo de financiamento de custeio da Atenção Primária à Saúde no âmbito do Sistema Único de Saúde, por meio da alteração da Portaria de Consolidação nº 6/GM/MS, de 28 de setembro de 2017; Considerando a portaria nº 3.222, de 10 de dezembro de 2019, dispõe sobre os indicadores do pagamento por desempenho, no âmbito do Programa Previne Brasil. Art. 6º O conjunto de indicadores do Pagamento por Desempenho a ser observado na atuação das Equipes de Saúde da Família (ESF) e Equipes de Atenção Primária (EAP), para o ano de 2020, abrange as ações estratégicas de Saúde da Mulher, Pré-Natal, Saúde da Criança e Doenças Crônicas (Hipertensão Arterial e Diabetes Melittus). § 1º São indicadores para o ano de 2020: I - proporção de gestantes com pelo menos 6 (seis) consultas pré-natal realizadas, sendo a 1ª até a 20ª semana de gestação; II - proporção

Nova portaria altera indicadores do Previne Brasil

Atenção!  A portaria GM/MS nº102/2022 alterou alguns indicadores do programa Previne Brasil.  Confira os indicadores alterados: proporção de gestantes com pelo menos 6 (seis) consultas pré-natal realizadas, sendo a 1ª (primeira) até a 12ª (décima segunda) semana de gestação;  proporção de gestantes com realização de exames para sífilis e HIV; proporção de gestantes com atendimento odontológico realizado; proporção de mulheres com coleta de citopatológico na APS; proporção de crianças de 1 (um) ano de idade vacinadas na APS contra Difteria, Tétano, Coqueluche, Hepatite B, infecções causadas por haemophilus influenzae tipo b e Poliomielite inativada; proporção de pessoas com hipertensão, com consulta e pressão arterial aferida no semestre; e proporção de pessoas com diabetes, com consulta e hemoglobina glicada solicitada no semestre. Outro detalhe importante está disposto no parágrafo 3º do art. 6º da Portaria: § 3º A especificação dos parâmetros, metas e pesos dos indicadores do pagamen