Pular para o conteúdo principal

A segurança jurídica gerada pelo termo de aceite de uso do sistema

Nota técnica 14/2018 
A segurança jurídica gerada pelo termo de aceite de uso do sistema

Considerando o elevado número de esclarecimentos, principalmente por parte de profissionais médicos acerca do ‘TERMO DE RESPONSABILIDADE DE USO E UTILIZAÇÃO DO SISTEMA’;
Considerando nosso comportamento, sempre alinhado com a missão, visão e valores da empresa, sobretudo no que tange a transparência e o respeito a nossos clientes;
Objetivando levar esclarecimento a todos os profissionais que utilizam o G-MUS como ferramenta de trabalho;
Emitimos o seguinte informe, pontuando que o aceite ao referido termo é ato compulsório, para uso de sistema homologado junto ao SBIS / CFM, conforme requisito “NGS1.12.01 - Concordância com termos de uso”.
O conteúdo do termo de uso, contém o seguinte texto: 

I. Utilizar os dados dos sistemas informatizados de acesso restrito e manter a necessária cautela quando da exibição de dados em tela, impressora ou na gravação em meios eletrônicos, a fim de evitar que deles venham a tomar ciência pessoas não autorizadas;
II. Não me ausentar da estação de trabalho sem encerrar a sessão de uso do sistema, garantindo assim a impossibilidade de acesso indevido por terceiros;
III. Não revelar minha senha de acesso ao(s) sistema(s) a ninguém e tomar o máximo de cuidado para que ela permaneça somente de meu conhecimento;
IV. Alterar minha senha, sempre que obrigatório ou que tenha suposição de descoberta por terceiros, não usando combinações simples que possam ser facilmente descobertas;
V. Observar e cumprir as Boas Práticas de Segurança da Informação, e suas diretrizes, bem como este Termo de Responsabilidade;
VI. Responder, em todas as instâncias, pelas conseqüências das ações ou omissões de minha parte, que possam pôr em risco ou comprometer a exclusividade de conhecimento de minha senha, ou das transações a que tenha acesso;


O termo de responsabilidade e uso do sistema visa garantir que seja claro ao profissional todas as implicações que existem no uso de um sistema eletrônico de registros, principalmente nos itens III e VI, que salvaguardam o profissional quando a propriedade de suas credenciais de acesso e informam sobre a responsabilização que ocorrerá em relação a ações realizadas no sistema com uso dessas credenciais.

O conteúdo do termo segue os preceitos legais estabelecidos pelo Conselho Federal de Medicina e a Sociedade Brasileira de Informática em Saúde, constituindo-se um meio de proteção jurídica a todos os envolvidos.
Desta feita, para respeitar o disposto na certificação SBIS, o não registro de aceite impede o uso do sistema.
Caso algum profissional tenha dúvidas sobre o sigilo da sua senha, solicitamos que a mesma seja trocada de imediato. 

Sem mais, permanecemos a disposição para eventuais dúvidas ou esclarecimentos.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Palhoça informatiza sistema de saúde com o G-MUS

Na busca de agilizar o atendimento e diminuir a burocracia em toda a Rede Municipal de Saúde, a Prefeitura Municipal de Palhoça / SC está informatizando todo o sistema com o software G-MUS da Inovadora.


O posto Cambirela foi o primeiro a ser informatizado 100% e o projeto vai se estender para todas as unidades de Saúde de Palhoça. O projeto de informatização vai unificar o cadastro dos cidadãos palhocenses, em todos os módulos de atendimento garantidos pela Constituição Federal. 

O sistema vai armazenar dados, com informações sobre atendimentos e tratamento médico, odontológico, atendimento nas farmácias, registros das vacinas e procedimentos laboratoriais. “Todas as informações dos pacientes estarão registradas no prontuário que poderá ser acessado pelo nome ou pela impressão digital (biometria) do cidadão”, afirma Camilo.


No cadastro informatizado, o sistema ainda vai unificar informações do prontuário que revelam quais os medicamentos que o paciente está usando, inclusive as retiradas…

Saiba como fica o registro de vacinas com o fim do SI-PNI

O Ministério da Saúde, através da PORTARIA nº 2.499 de 23/09/2019, anunciou o fim do Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunização (SI-PNI e API Web) será encerrado no prazo de 60 (sessenta) dias, contados a partir da publicação desta Portaria.
Com isso, o registro de dados de aplicação de vacinas e de outros imunobiológicos a ser realizado nas Unidades de Atenção Primária à Saúde deverão ser realizados exclusivamente no Prontuário Eletrônico do Cidadão (PEC); na Coleta de Dados Simplificada (CDS); ou nos sistemas próprios ou de terceiros devidamente integrados ao SISAB, de acordo com a documentação oficial de integração disponível no sítio eletrônico do e-SUS AB.

Informamos também que Inovadora já possui em seu sistema o módulo de Imunizações (vacinas) que contempla os registros das aplicações de vacinas e de outros imunobiológicos e estará sendo integrado ao SISAB, bem como as adaptações conforme a documentação oficial disponibilizada e o prazo do Ministério.
Os clientes que…

Sapucaia do Sul implantou o sistema G-MUS na Secretaria de Saúde

O município localizado na região metropolitana de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, iniciou hoje as atividades com o nosso sistema de gestão para a saúde municipal, o G-MUS. 

Com cerca de 140 mil habitantes, a informatização da Saúde em Sapucaia do Sul irá atender de forma qualificada o cidadão, melhorando a gestão e aproveitando melhor os recursos.