Pular para o conteúdo principal

Agentes de Saúde de Lages recebem tablets para trabalho das visitas domiciliares

A Secretaria Municipal da Saúde adquiriu 300 tablets
Uma iniciativa da Administração Municipal que visa aprimorar, informatizar e agilizar os trabalhos executados pelos Agentes Comunitários de Saúde em Lages. Na tarde desta segunda-feira (28 de janeiro), na Unidade Básica de Saúde do bairro Santa Catarina, o prefeito em exercício, Juliano Polese e a secretária municipal, Odila Waldrich, realizaram a entrega dos primeiros tablets aos Agentes Comunitários.
Esta nova ferramenta, adquirida com recursos anteriores do Programa Nacional de Melhoria de Acesso e da Qualidade da Atenção Básica (PMAQ), possibilitará aos profissionais a realização das visitas domiciliares, entrevistas e assinatura digital do morador. Caso necessário será possível também comprovar a visita através de foto. “O Agente de Saúde irá retornar para a sua Unidade e descarregar as informação diretamente no sistema, sem a necessidade de digitar tudo novamente. É o fim do velho caderno de anotações”, explica a secretária Odila.
Para o prefeito em exercício, Juliano Polese, este é um investimento que melhora as condições de trabalho dos Agentes Comunitários de Saúde. Uma ação planejada desde o ano de 2007. “Alguns municípios já trabalham com este sistema digital. É importante ressaltar que todos os Agentes de Saúde estão sendo qualificados para que possam utilizar estes tablets da forma correta”.
A Secretaria Municipal da Saúde adquiriu 300 tablets. Todos estão configurados pela empresa responsável, a Inovadora Sistemas. “Lages dá um importante passo em tecnologia e inovação no setor da Saúde. O sistema é trabalhado na forma que preconiza o Ministério da Saúde”, explicou o gerente de Negócios da empresa, Ronaldo Antônio Pozzobon.  
Saiba Mais
De acordo com o Ministério da Saúde, oficialmente implantado pelo Governo Federal  em 1991, o então Programa de Agentes Comunitários de Saúde (PACS) teve início no fim da década de 1980 como uma iniciativa de algumas áreas do Nordeste (e outros lugares, como o Distrito Federal e São Paulo). Na época, a iniciativa visava a busca de  alternativas para melhorares condições de saúde de suas comunidades. Era uma nova categoria de trabalhadores, formada pela e para a própria comunidade, atuando e fazendo parte da saúde prestada nas localidades.
Hoje, a profissão de Agente Comunitário de Saúde (ACS) é uma das mais estudadas pelas universidades de todo o País. Isso pelo fato de os Agentes transitarem por ambos os espaços – governo e comunidade – e intermediarem essa interlocução. O que não é tarefa fácil.
O agente comunitário de saúde tem um papel muito importante no acolhimento, pois é membro da equipe que faz parte da comunidade, o que permite a criação de vínculos mais facilmente, propiciando o contato direto com a equipe técnica.




Texto: Ari JuniorFonte: http://www.lages.sc.gov.br/noticia/12737/agentes-de-saude-de-lages-recebem-tablets-para-trabalho-das-visitas-domiciliares/

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Palhoça informatiza sistema de saúde com o G-MUS

Na busca de agilizar o atendimento e diminuir a burocracia em toda a Rede Municipal de Saúde, a Prefeitura Municipal de Palhoça / SC está informatizando todo o sistema com o software G-MUS da Inovadora.


O posto Cambirela foi o primeiro a ser informatizado 100% e o projeto vai se estender para todas as unidades de Saúde de Palhoça. O projeto de informatização vai unificar o cadastro dos cidadãos palhocenses, em todos os módulos de atendimento garantidos pela Constituição Federal. 

O sistema vai armazenar dados, com informações sobre atendimentos e tratamento médico, odontológico, atendimento nas farmácias, registros das vacinas e procedimentos laboratoriais. “Todas as informações dos pacientes estarão registradas no prontuário que poderá ser acessado pelo nome ou pela impressão digital (biometria) do cidadão”, afirma Camilo.


No cadastro informatizado, o sistema ainda vai unificar informações do prontuário que revelam quais os medicamentos que o paciente está usando, inclusive as retiradas…

Saiba como fica o registro de vacinas com o fim do SI-PNI

O Ministério da Saúde, através da PORTARIA nº 2.499 de 23/09/2019, anunciou o fim do Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunização (SI-PNI e API Web) será encerrado no prazo de 60 (sessenta) dias, contados a partir da publicação desta Portaria.
Com isso, o registro de dados de aplicação de vacinas e de outros imunobiológicos a ser realizado nas Unidades de Atenção Primária à Saúde deverão ser realizados exclusivamente no Prontuário Eletrônico do Cidadão (PEC); na Coleta de Dados Simplificada (CDS); ou nos sistemas próprios ou de terceiros devidamente integrados ao SISAB, de acordo com a documentação oficial de integração disponível no sítio eletrônico do e-SUS AB.

Informamos também que Inovadora já possui em seu sistema o módulo de Imunizações (vacinas) que contempla os registros das aplicações de vacinas e de outros imunobiológicos e estará sendo integrado ao SISAB, bem como as adaptações conforme a documentação oficial disponibilizada e o prazo do Ministério.
Os clientes que…

Sapucaia do Sul implantou o sistema G-MUS na Secretaria de Saúde

O município localizado na região metropolitana de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, iniciou hoje as atividades com o nosso sistema de gestão para a saúde municipal, o G-MUS. 

Com cerca de 140 mil habitantes, a informatização da Saúde em Sapucaia do Sul irá atender de forma qualificada o cidadão, melhorando a gestão e aproveitando melhor os recursos.