Pular para o conteúdo principal

Saiba como fica o registro de vacinas com o fim do SI-PNI

O Ministério da Saúde, através da PORTARIA nº 2.499 de 23/09/2019, anunciou o fim do Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunização (SI-PNI e API Web) será encerrado no prazo de 60 (sessenta) dias, contados a partir da publicação desta Portaria.

Com isso, o registro de dados de aplicação de vacinas e de outros imunobiológicos a ser realizado nas Unidades de Atenção Primária à Saúde deverão ser realizados exclusivamente no Prontuário Eletrônico do Cidadão (PEC); na Coleta de Dados Simplificada (CDS); ou nos sistemas próprios ou de terceiros devidamente integrados ao SISAB, de acordo com a documentação oficial de integração disponível no sítio eletrônico do e-SUS AB.

Informamos também que Inovadora já possui em seu sistema o módulo de Imunizações (vacinas) que contempla os registros das aplicações de vacinas e de outros imunobiológicos e estará sendo integrado ao SISAB, bem como as adaptações conforme a documentação oficial disponibilizada e o prazo do Ministério.

Os clientes que já possuem o módulo de Imunizações (vacinas) contratado, receberão a adaptação e já podem registrar tudo pela nossa funcionalidade. Já os municípios que ainda não possuem em contrato, deverão solicitar direto com o nosso setor Comercial < comercial@inovadora.com.br >.

Leia a portaria na íntegra:


PORTARIA Nº 2.499, DE 23 DE SETEMBRO DE 2019

O MINISTRO DE ESTADO DA SAÚDE, SUBSTITUTO, no uso das atribuições que lhe conferem os incisos I e II do parágrafo único do art. 87 da Constituição, resolve:
Art. 1º A Portaria de Consolidação nº 1/GM/MS, de 27 de setembro de 2017, passa a vigorar acrescida da seguinte redação:
"Título VII
Capítulo III
Seção IV
Art. 312-A. O registro de dados de aplicação de vacinas e de outros imunobiológicos a ser realizado nas Unidades de Atenção Primária à Saúde deverão ser realizados exclusivamente:
I - no Prontuário Eletrônico do Cidadão (PEC);
II - na Coleta de Dados Simplificada (CDS); ou
III - nos sistemas próprios ou de terceiros devidamente integrados ao SISAB, de acordo com a documentação oficial de integração disponível no sítio eletrônico do e-SUS AB.
Art. 312-B. O registro de dados de aplicação de vacinas e outros imunobiológicos nas Unidades de Atenção Primária à Saúde por meio do Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunização (SI-PNI e API Web) será encerrado no prazo de 60 (sessenta) dias, contados a partir da publicação desta Portaria.
Parágrafo único. Durante o prazo de que trata o caput somente poderão ser registrados os dados de aplicação de vacinas e outros imunobiológicos no SIPNI ou na forma do disposto no art. 1º.
Art. 312-C. O acompanhamento de cobertura vacinal deverá ser realizado por meio dos relatórios disponíveis no SIPNI Web e no Tabnet do SIPNI.
Art. 312-D. Os dados referentes à movimentação de imunobiológicos nas salas de vacinas, aos eventos adversos pós-vacinação e ao monitoramento rápido de coberturas vacinais permanecerão no SIPNI.
Art. 312-E. A Secretaria de Atenção Primária à Saúde em conjunto com a Secretaria de Vigilância em Saúde emitirá, no prazo máximo de 30 dias, comunicado sobre a forma de registro de dados de aplicação de vacinas e de outros imunobiológicos às Unidades de Atenção Primária à Saúde dos estados, municípios e Distrito Federal." (NR)
Art. 2º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação.

Fonte oficial:
http://www.in.gov.br/en/web/dou/-/portaria-n-2.499-de-23-de-setembro-de-2019-217773758

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Palhoça informatiza sistema de saúde com o G-MUS

Na busca de agilizar o atendimento e diminuir a burocracia em toda a Rede Municipal de Saúde, a Prefeitura Municipal de Palhoça / SC está informatizando todo o sistema com o software G-MUS da Inovadora.


O posto Cambirela foi o primeiro a ser informatizado 100% e o projeto vai se estender para todas as unidades de Saúde de Palhoça. O projeto de informatização vai unificar o cadastro dos cidadãos palhocenses, em todos os módulos de atendimento garantidos pela Constituição Federal. 

O sistema vai armazenar dados, com informações sobre atendimentos e tratamento médico, odontológico, atendimento nas farmácias, registros das vacinas e procedimentos laboratoriais. “Todas as informações dos pacientes estarão registradas no prontuário que poderá ser acessado pelo nome ou pela impressão digital (biometria) do cidadão”, afirma Camilo.


No cadastro informatizado, o sistema ainda vai unificar informações do prontuário que revelam quais os medicamentos que o paciente está usando, inclusive as retiradas…

Sapucaia do Sul implantou o sistema G-MUS na Secretaria de Saúde

O município localizado na região metropolitana de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, iniciou hoje as atividades com o nosso sistema de gestão para a saúde municipal, o G-MUS. 

Com cerca de 140 mil habitantes, a informatização da Saúde em Sapucaia do Sul irá atender de forma qualificada o cidadão, melhorando a gestão e aproveitando melhor os recursos.